Startups impulsionam transformação digital do mercado imobiliário e de construção civil

Startups como Docket e Botmaker se tornam grandes aliadas para transformação digital tanto no meio imobiliário quanto na construção civil.

Nos mercados imobiliário e de construção, a tecnologia digital tem sido uma grande aliada para dar suporte às empresas na gestão de processos, vendas e atendimento ao cliente.

Com isso, ganha-se agilidade nas decisões, há a redução de custos com documentação e a comunicação com o cliente se torna muito mais eficaz, por conta da transformação digital, impactando positivamente no desempenho do negócio. Seja com infraestrutura para desburocratizar e otimizar fluxos operacionais, seja com o uso de inteligência artificial para bots e mensagens de atendimento e vendas, há muitas oportunidades a serem exploradas.

Um exemplo é a Docket, LegalTech que fornece ao mercado toda a infraestrutura para processos que dependem de documentação, por meio da tecnologia, incluindo financiamento imobiliário.

A tecnologia por trás da Docket garante agilidade, redução de custos, aumento no volume de operações e segurança durante todo o processo.

A CashMe, fintech do grupo Cyrela, uma das maiores incorporadoras da América Latina, que faz empréstimo com garantia de imóvel (home equity), conseguiu otimizar suas operações com as funcionalidades oferecidas pela Docket.

A fintech tinha alguns gargalos na infraestrutura que utilizava para realizar as análises jurídicas e financeiras de seus clientes, principalmente nos casos de operações fora do Estado de São Paulo.

Nessas ocasiões, a empresa precisava enviar um representante nos cartórios para realizar a busca da documentação e, em seguida, enviar para o escritório, o que acarretava em desperdício de tempo, gastos desnecessários, custos com armazenagem, desperdício de recursos e perda de produtividade dos colaboradores, diminuindo o potencial competitivo da fintech.

Com a adoção da plataforma da Docket, a CashMe foi capaz de reduzir os gastos e o tempo utilizados para a gestão de toda a operação, de ponta a ponta, especialmente com relação à análise e gestão de documentos de seus clientes, aumentando ainda mais o índice de satisfação e lealdade dos consumidores (NPS).

Dentre as funcionalidades utilizadas pela CashMe via Docket está o Módulo Administrador, que permite ter o controle total no gerenciamento de documentos, operações, contas, centros de custo, usuários e grupos. Através dele, houve redução de custos e a melhora do lead time.

Os processos passaram a acontecer de forma mais eficaz, com funcionalidades que vão desde a busca e a armazenagem de documentos, centralizada em uma única plataforma 100% digital que emite alertas de pendências e gravames.

“Conseguimos agregar valor ao modelo de negócios da CashMe, permitindo à empresa acelerar sua esteira de rentabilidade e expandir sua carteira de clientes”, comenta Thiago Vilela, da CashMe.

Em outra frente, existe o desafio constante, no mercado imobiliário, de gerar leads e manter o relacionamento de forma eficaz para que se convertam em clientes.

É o caso da Botmaker, empresa de tecnologia focada em criar e/ou ampliar a presença digital dos seus clientes em todos os canais de comunicação que, em conjunto com a Lopes, voltada para soluções integradas de intermediação, consultoria e promoção de financiamentos de imóveis, realizou a automatização do portal de atendimento para acrescentar a possibilidade de contato por chat e whatsapp pelos clientes que buscam imóveis.

A estratégia, implementada pela Botmaker com o apoio e definição da Lopes, envolveu a automatização do portal adequando ao protocolo de atendimento do mercado imobiliário, especialmente no caso de lançamentos: cada cliente deve ser atendido por um corretor diferente para garantir que todos tenham acesso à oportunidade de intermediação e ao comissionamento.

Ao acessar Lopes, o cliente interessado preenche uma ficha com dados de contato e tem quatro opções de retorno: telefone, e-mail, Whatsapp e chat – as duas últimas integradas pela Botmaker. Automaticamente, o bot recebe e identifica os dados e a roleta cria um mecanismo para encaminhar o lead a um corretor online no sistema, seguindo uma fila.

Por meio de duas APIs implementadas pela Botmaker – uma que reconhece o login do corretor e, a outra, o tipo de produto – o corretor é direcionado ao cliente. De acordo com a Lopes, houve um crescimento relevante na geração de leads desde a implementação do novo portal, sendo que 80% dos leads entrantes via portal Lopes passam pelo chatbot e são recepcionados pelo CRM da empresa.

Notícias